O alerta de intenso frio histórico podendo haver neve no sul do Brasil desperta receios, insegurança e curiosidade. É natural, para o povo do sol e clima subtropical.

Neste artigo, vamos apresentar algumas orientações com dicas de cuidado e duas emergências derivadas da condição de frio severo: hipotermina e queimadura.

A previsão

A METSUL emitiu um alerta meteorológico no domingo (16), comunicando uma intensa massa de ar polar avançando sobre metade do Brasil com chances de neve. Este alerta tem sido replicado e reforçado constantemente na mídia desde então.

Radar MetSul

É pouco provável que nas regiões de clima tradicionalmente quente, as pessoas tenham hábitos ou roupas para o frio intenso. Então vamos ajudar com isso.

Em tempos de histeria coletiva por uma tal doença mortal com sintomas de gripe, imagine que belo cenário você resfriado, com coriza, olhos lacrimejando, tossindo e arranhado a garganta por aí. Quer causar o pânico? Tenha febre. É, chegamos a isto…

Cuidados

Então o primeiro cuidado é com seu próprio corpo, seu sistema imunológico agradece se você se alimentar de modo decente e praticar atividades físicas.

Coma alimentos consistentes como carne vermelha. Evite choques de temperaturas do ar condicionado para fora, geladeiras, etc.

Para te ajudar com a nutrição, a recomendação é dar uma espiada no canal Nutrição sem Mito no Telegram, completo e repleto de informações interessantíssimas.

Nutrição sem Mito no Telegram

Além disso, é possível baixar aqui um E-book gratuito contendo 20 receitas para compor sua cozinha que ajudam a reforçar seu sistema imunológico.

Guarda roupas

Naturalmente as roupas brasileiras costumam ser bem tropicais e leves. Não estou dizendo que é necessário um investimento, mas prepare-se para o caso de parecer uma cebola de tantas camadas hehe

Acompanhar a oscilação da temperatura tirando e colocando as peças de cima é muito melhor do que “aguentar” o frio ou calor por um tempo até que o tempo volte ao clima para o qual está vestido. Isso se dá por uma razão muito simples: essa variação de temperatura, aliado ao excesso ou falta de umidade, vai proporcionar o ambiente perfeito para o corona (estou falando da gripe, os vírus influenza são do tipo corona).

Cuide das extremidades. Pés e mãos expostos costumam ser os vilões para o corpo todo tremer ou suar tentando regular a temperatura interna e então sua barreira imunológica vai pelo ralo. Não fique com meias molhadas e use-as, bem como as luvas.

Veículo

Imagem: Freepik

Geralmente as geadas causam grande aborrecimento em carros e motos. Se chegar a nevar, pode ser pior. Então vamos lá:

  • A noite está fria e a previsão é que a temperatura abaixe mais? Vale a pena aplicar uma mistura de água e vinagre nos para brisas do veículo. Como a solução tem um ponto de fusão abaixo da água simplesmente, ela impede a formação dos cristais de gelo.
  • Quando for usar o veículo, não use água aquecida para remover o gelo, use uma flanela com álcool, se não quiser manchar toda a pintura com a corrosão do verniz. Mesma coisa se sair ao sol para derreter sem remover antes (os raios solares são potencializados nos cristais e queimam o verniz da pintura).
  • Coloque um papelão ou plástico entre o limpador de para brisas e o vidro para evitar que grudem.
  • Deixe o veiculo engatado na primeira marcha e evite puxar o freio de mão – as pastilhas podem grudar no disco com o frio.

No trânsito

Desnecessário reforçar que a velocidade deve ser reduzida.

A dica vai por conta do uso dos freios. Planeje as paradas com antecedência de modo a preferir o freio motor evitando derrapagens e acidentes se a via tiver uma camada de gelo.

Por este mesmo motivo, a distância do veículos da frente deve ser maior.

Manutenção

Conferir a calibragem dos pneus de acordo com o manual do fabricante (cuidado para não exceder o recomendado, diminuindo a área de contato com o solo e facilitando acidentes). Os carros movidos a tanquinho de partida a frio necessitam de cuidado especial em baixas temperaturas.

Nos automóveis flex, o segredo é manter o reservatório com gasolina e um nível abaixo de etanol e da gasolina comum. Alie um bom combustível com a limpeza do tanquinho.

O uso do ar condicionado, nos dias frios, por mais difícil que seja são necessários pelo menos 15 minutos por semana. Isso evita a proliferação de bactérias, realiza a lubrificação do sistema e evita a possível aparição de rachaduras nas borrachas.

Para complementar, este artigo é antigo mas vale muito a pena conferir, sobre cuidados em conduzir veículos sobre o gelo.

Primeiros Socorros

Finalmente, o conteúdo bônus, dicas para identificar e realizar o primeiro atendimento nos casos de hipotermia e queimadura por frio.

Hipotermia

Uma das principais características do organismo humano (capacidade de manter a temperatura corporal constante). Ele se regula. No nosso caso, estamos falando de algo por volta dos 37ºC. Quando acontecem oscilações de temperatura costumam ser insignificantes. A hipotermia é uma queda intensa, quando a temperatura corporal fica inferior aos 35ºC. Essa referência de temperatura se deve ao fato de ela ser aquela apresentada por alguns órgãos extremamente vitais, como os pulmões, o cérebro e o coração. Isso explica o motivo por que a hipotermia não deve ser negligenciada. Não raro, a morte é a consequência fatal da ausência de tratamento.

Sinais e sintomas

Os sinais e sintomas da hipotermia dividem-se em três fases.

  1. Primeira fase – o início de uma hipotermia é caracterizado por uma queda de até 2ºC na temperatura do corpo. Nessas circunstâncias, é comum que o indivíduo sinta uma dormência nas mãos, além de acelerar o ritmo respiratório. Tudo isso é acompanhado por calafrios e dificulta até a realização de atividades corriqueiras.
  2. Segunda fase – aqui, o evento é identificado por uma diminuição de 2 a 4ºC de temperatura. Nesse ponto, aqueles calafrios se acentuam e os membros passam a se mover lentamente (conhecemos por letargia). Por fim, as pontas dos dedos ganham uma coloração ligeiramente azul. Embora essa etapa não proporcione uma perda de consciência, o indivíduo exibe um estado de confusão mental (para entender mais sobre a avaliação do nível de consciência, recomendo o livro Salvando vidas com a escala de coma de Glasgow).
  3. Terceira fase – agora os calafrios desaparecem, mas surgem evidências de uma amnésia (perda de memória). Além disso, os sistemas respiratório e cardiovascular ficam bem comprometidos, o que interfere na realização de algumas funções celulares, como o transporte de oxigênio para várias partes do organismo. O resultado final pode ser a morte.
O que fazer

Abrigar imediatamente do frio e fornecer alguma bebida morna — evite dar um líquido quente, pois isso pode causar uma mudança brusca de temperatura no organismo; Sem perder tempo, retire as roupas molhadas (se houver), já que elas dificultam o processo de retomada da homeotermia; Use cobertas ou bolsas térmicas para aumentar a temperatura das pernas e regiões das axilas.

O tratamento definitivo é em hospital com dieta morna, ambiente aquecido e geralmente com solução salina via endovenosa.

Queimadura por frio
Exemplo ilustrativo de queimadura por frio

É o congelamento da pele e mesmo tecido abaixo da pele, pelo frio. Geralmente, as pessoas fazem queimaduras pelo frio nas mãos, nos pés, no nariz e nas orelhas. A queimadura pelo frio tem maior probabilidade de ocorrer numa pele descoberta, com tempo gelado e ventoso, bem como em pessoas que bebam álcool ou que fumem antes de saírem para a rua. A fadiga e uma alimentação deficiente também favorecem o aparecimento de queimaduras pelo frio. Estas são mais frequentes em pessoas com problemas de saúde, como diabetes ou doenças dos vasos sanguíneos.

Sinais e sintomas

A pele fica muito fria e, de seguida, dormente, dura e pálida. A cor da pele muda de branca para vermelha, depois para púrpura, com o reaquecimento. Poderá sentir dores, formigueiro, calor e inchaço à medida que a pele reaquece.

O que fazer

Retire as roupas da pele queimada pelo frio e mergulhe a pele afetada em água morna, não quente. Não esfregue nem utilize as partes do corpo queimadas. Poderá precisar de medicação para as dores ou para uma eventual infecção secundária da pele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui