Os comunas do Peru fazem o balão de ensaio daquilo que os comunas daqui querem fazer.

“Parlamentares usaram uma cláusula obscura para declarar Vizcarra moralmente inapto.

Manuel Merino, novo presidente do Peru, está enfrentando uma reação adversa após ajudar a orquestrar o impeachment de seu antecessor.

Desde a capital Lima até as cidades do interior e dos altos Andes, os peruanos intensificaram os protestos contra Merino, ao gritos de “abaixo o usurpador”.

“Este é um golpe de estado, é antidemocrático. Ele não é meu presidente. Eu não o aceito”, disse Lucia Cordova, uma professora de 30 anos, à agência France-Presse.

Merino, o terceiro presidente do Peru em menos de quatro anos, prestou juramento na terça-feira depois que o Congresso aprovou por esmagadora maioria o impeachment do agora ex-presidente Martin Vizcarra. …”

Protestos no Peru após presidente Vizcarra ser destituído

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui